Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mas para que raio quero eu um blog?

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Mas para que raio quero eu um blog?

16
Mar24

E perguntam vocês o que tenho a dizer sobre o assunto.

Carla

A notícia diz que uma esquadra em Nova Orleans, por estar de tal maneira degradada, está infestada por ratos e outros vermes, essas criaturinhas, os ratos consumiram a marijuana apreendida em operações policiais e agora "estão todos pedrados". 

Opa ... é colocar um reggae ...

 

... e deixá-los curtir a onda! 😂😂😂

 

( um dia isto ainda vai ser um blog a sério, mas ainda não é hoje. Desculpem...)

Bom fim-de-semana! 

 

10
Dez23

Sting

Carla

 

IMG_20231210_131947_204.jpg

Sabem aqueles amores que nunca vimos, com quem nunca sequer estivémos, mas quando batemos o olho nele, temos perfeita consciência que já nos cruzamos por aí, com o ente amado?

Ontem fui ver o Sting, o homem, a voz, a velha guitarra, uns jeans gastos pelo tempo, uma simples t'shirt com alguns buracos, o ar descontraído, a simpatia, a simplicidade. Uma noite em que fui levada numa viagem no tempo com todos os hits que não envelhecem, ao som daquela voz cheia de graciosidade. Belo, surpreendente, um concerto memorável.

Á saída, uma amiga comentou comigo, que o velhote tá bem enxuto e e prás curvas. Vou confessar uma coisa, é por causa destas e doutras, que desgraço o meu bom nome nas redes socias, claro que tinha de ser um querer mútuo... mas até embarcava numa aventura tântrica. 😅

 ... tá velhote, tá velhote... mas...

 

 

02
Dez23

Encontro intercultural

Carla

O Luxemburgo é isto, pessoas de várias nacionalidades que vivem em harmonia, bem integradas no país que as acolheu, e que gostam de partilhar o que de bom têm nos seus países de origem. 

Ontem fui ver o MusiqCITE, que é um encontro intercultural, musical e gastronómico. Dancei ao som dos 4 continentes. De olhos fechados passeei pelas ruas de Paris, enquanto o jazz e os blues me levaram até Nova Orleans dos anos 20 e 30, dancei numa praia em Cabo Verde, sambei... e nisto os ritmos Berberes e a sua boa disposição, levantaram a plateia da cadeira e levaram-nos para o palco. Cantei e vivi grandes momentos com músicas do mundo. Depois foi o festim para as papilas gustativas, com tanto que havia para saborear, do que de melhor a gastronomia desses países tem para nos oferecer,  regado com aquilo que as vinhas do Luxemburgo produzem. Foi uma noite que me levou a descobrir e ao deslumbre. 

Vim de lá encantada mas também desiludida.

Encantada com aquilo que o mundo me ofereceu e desiludida com aquilo que Portugal ofereceu ao mundo.

Um stand gastronómico miserável. Sendo que somos um país com uma riquíssima gastronomia, o nosso stand deu a conhecer ao mundo, pastéis de bacalhau, rissois e pastéis de nata, numa quantidade tão reduzida que não chegou a todos. Um stand sem aquilo que é tão nosso, a alegria, o sorriso, a simpatia. 

A associação "CASA" e o seu comendador, que diz ser o representante todos os portugueses emigrados no Luxemburgo, terão de repensar melhor futuras participações em eventos como este, onde nos dá a conhecer ao mundo.

Porque Portugal é muito mais que pastéis de bacalhau, rissois e pastéis de nata!

Já a nossa querida Amália cantava:

"Numa casa portuguesa fica bemPão e vinho sobre a mesaE se à porta humildemente bate alguémSenta-se à mesa com a genteFica bem essa franqueza fica bemQue o povo nunca a desmenteA alegria da pobrezaEstá nesta grande riquezaDe dar e ficar contente"

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub