Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mas para que raio quero eu um blog?

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Mas para que raio quero eu um blog?

21
Set23

Então que tempo tem feito no Luxemburgo?

Carla

Nem sei bem.

Primeiro parecia uma manhã de outono. Depois o sol brindou-nos com os seu raios quentinhos e estava em crer que o verão estava de volta. Equipei-me, calcei os ténis, decidida a tirar deste corpinho a preguiça que há uns meses se instalou nele, peguei na garrafa de àgua, pus os fones nos ouvidos, desci até ao Grund.

IMG_20230920_161606_526.jpg

Três kilometros depois o céu ficou de um tom negro assustador, começou a trovejar e sobre mim caíu uma enorme carga de água. 

E é debaixo de um alpendre, enquanto espero que S.Pedro deixe de derramar lágrimas, que vos vou contar a história de Melusina.

IMG_20230920_161120_144.jpg

Reza a lenda: 

Um dia o Conde Sigefroid passeava pelas margens do rio Alzette e encontrou a princesa mais linda que que algum dia tinha visto.  Esta adorável criatura era a ninfa do Alzette, com o nome de Melusina, que espalhava o charme pelo vale. O conde perdeu-se de amores, ofereceu-lhe o seu coração e a coroa. Melusina aceitou, mas tinha uma condição que ele devia respeitar ou a perderia para sempre. Ao sábado o Conde devia deixá-la sozinha no quarto, sem a observar, nem nunca a questionar sobre o que fazia. O Conde aceitou e celebraram o casamento. Durante muitos anos o casal viveu muito feliz e tiveram muitos filhos. Mas, um sábado, o Conde passou em frente do quarto de Melusina, ao escutar barulho, espreitou pelo buraco da fechadura. Qual não foi a sua surpresa quando viu Melusina nua, dentro de uma larga bacia, e o seu corpo terminava numa cauda de peixe. A verdadeira natureza de Melusina foi descoberta, e a ninfa foi engolida pela terra. Desde então a ninfa do Alzette vive encarcerada no rochedo do Bock, reaparece a cada sete anos para se banhar no Alzette.

Reza ainda a lenda que em noites de lua cheia, ouve-se o cantar melodioso de Melusina.

IMG_20230920_161033_305.jpg

E com a Melusina vos deixo. Que a chuva abrandou um bocadinho, vou aproveitar e fazer-me ao caminho.

Continuação de um excelente dia!

 

 

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub