Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mas para que raio quero eu um blog?

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Mas para que raio quero eu um blog?

30
Mar24

Bom dia.

Carla

Há quem diga que dizer bom dia é sinal de educação. A meu ver isto é correcto, mas, é uma forma simples de ver a coisa. Vai um pouco além de simplesmente dizer bom dia. Dizer bom dia implica sim, educação e a arte de transmitir um conjunto de emoções/sensações.  

Temos o bom dia acompanhado de um sorriso largo e o bom dia trombudo.

Há o bom dia típico do pessoal que adora manhãs, aquele bom dia cheio de energia, por vezes irritante. Há o bom dia sensual e o bom dia dengoso. Há o bom dia das segundas feiras.

Há bons dias que querem dizer adeus e bons dias carregados de saudade. Há o bom dia envergonhado que mal se ouve e o bom dia boçal de macho, por vezes acompanhado do piropo.

Há o bom dia de desprezo que inclui também um revirar de olhos. Há o bom dia sonso, o bom dia vou-te lixar, frequentemente acompanhado de um sorrisinho. 

Há o bom dia sem emoção, que é como quem diz bom dia mas podia estar a dizer qualquer outra coisa. Há o bom dia vai à merda, aquele bom dia que ficas à espera de resposta e não tem resposta.  

Quem diz o bom dia, diz o boa tarde ou o boa noite. 

 

 

27
Mar24

É pá... estes gajos não existem mesmo ...

Carla

Cada vez me convenço mais, que há pessoas que andam cá por ver andar as outras. Em algum momento deu-lhes uma travadinha e a coisa descambou. E que se estão a marimbar para tudo e para todos.

 Em Janeiro encomendei móveis para uma cozinha de um apartamento, só era necessário substituir os móveis de cima, que ficaram chamuscados durante o fogo que deflagrou no exaustor. A empresa que contactei foi a mesma que instalou a cozinha antiga. E durante anos tem sido a empresa que vende todas as cozinhas para este prédio. Vieram cá, tiram as medidas, levaram uma porta porque o modelo da cozinha já não existia, mas prometeram-me que iam arranjar móveis que não fugissem muito do tom. 

Preveniram-me que demoraria entre 3 a 5 semanas, até aí "ça va", uma pessoa vai-se habituando que a malta aqui é lenta. 

No inicio de março comunicaram-me que vinham instalar a cozinha. No dia agendado o rapaz meteu baixa. Pronto... toda a gente tem direito a ficar doente. Na semana passada o mesmo rapaz, que supostamente viria na quarta-feira, na segunda magoou-se no trabalho e voltou a meter baixa. É pá! Atão não há mais ninguém para trabalhar?!?! ... sim... mas está de férias. Ohhh porra! Pronto... ok! 

Hoje não faltou, veio à hora combinada, trouxe a cozinha, fez o trabalho direitinho e limpinho. Até foi despachadinho.

Mas ... 

Screenshot_20240327_224853_Gallery.jpg

Que cagada é esta?!?! Não era suposto os tons serem parecidos? E o material... Pelamôrdasanta...

Onde ficou o... "Ah e tal não se preocupe, nem se vai notar a diferença."

Vou só ali enfrascar uns dafalgans, adianto já o serviço, porque amanhã vou ter imensas dores de cabeça!

26
Mar24

O mundo virtual.

Carla

Eles conheceram-se no facebook. Ele disse que a amava no messenger. Eles zangaram-se no facebook. Ela pediu-lhe desculpa no messenger. Ele deu-lhe os parabéns no facebook. Ele pediu-lhe namoro numa publicação no facebook. Ela aceitou na publicação. Ele respondeu com muitos corações e smiles a arrotar corações. Ela manda-lhe gifts fofinhos no messenger para que ele saiba que naquele momento ela está a pensar nele. Ele manda-lhe smiles com os olhinhos a piscar corações. Ela desconfiou que ele tinha outra pelo facebook. Ela descobriu a traição no telemóvel. Ela terminou a relação via messenger. Ele insultou-a publicamente no facebook.

 

 

 

 

 

25
Mar24

Do fim-de-semana 23 e 24 de Março

Carla

Este fim-de-semana foi assim... sol, chuva, granizo, neve, vento, lama...Dois dias, 28 km de solidariedade com o grupo dos caminheiros do facebook para o Relais pour la Vie, um evento da Fundação Câncer. Foi tão duro como bonito. Foi com um propósito diferente. Foi uma prova de fé, de amor.

O Relais pour la Vie é uma maratona de luta contra o cancro. Em equipa presencial na Coque, ou de forma conectada, caminhamos, corremos, andamos de bicicleta, uma maratona de esperança para com aqueles que lutam, para celebrar a vida com os que sobreviveram, em homenagem àqueles que infelizmente partiram e de apoio às familias. São 24 horas de muita emoção, convivio e amizade.

Como disse um lutador, "receber a notícia de que se tem cancro é ficar sem chão, mas não é o fim. É uma luta a enfrentar, a fé e o amor dao-me forças para lutar e eu vou vencer!" Força Pedro 🫶

É o amor que nos salva e este fim-de-semana, em cada abraço, em cada sorriso, em cada voluntário, em cada participante, sentiu-se amor.

Não sei se a fé vem primeiro, ou se o amor vem primeiro. Mas nestes dias fiquei com a certeza de que não há um sem o outro.

 

 

 

 

21
Mar24

No dia mundial da poesia

Carla

A não poeta

Tenho uma relação complicada com a poesia,  uma relação "ni", nem sim nem não, no fundo consumo-a em doses bem pequenas.

Mas admiro aqueles que tão bem nela navegam, gosto dos jogos de palavras, da construção da rima, por vezes sem rima, da métrica ou livres dela. Poesia é arte, é beleza.... Como diz Luma Jota,

"Quem escreve poesia

Extrapola sentimentos
É feliz artesão
das palavras
versadas."

Eu gostos de rabiscos corridos que dizendo tudo não dizem nada, ou não dizendo nada dizem tudo e de palavras que se atropelam, com parágrafos ou sem parágrafos e sinais de pontuação. Como tal, esqueçam futuros poemas, este é um mar no qual não sei nadar.

 

20
Mar24

Aí está ela, a Primavera!

Carla

 

Está prestes a chegar e este é daqueles que não precisa de convite, chega e instala-se, sem maneiras e sem modos,  vai-se impor, estender-se desde a rua ao interior da casa. Pairar no ar. Vai ser inalado e depois vão começar as fungadelas, os espirros consecutivos, as comichões na pele, as irritações nos olhos, céu da boca e garganta. Vou começar a ficar impaciente porque os anti-histamínicos, descongestionantes e os corticoides não agem na rapidez da minha necessidade de alívio. Não tardará em ficar mal-humorada e logo, logo, começo a desejar que chova para acalmar a situação.  Eu própria sou um paradoxo, uma pessoa que vive em eterna contradição, eu que tanto anseio por sol e bom tempo... gera-se a desordem na minha cabeça. 

Só queria ser uma pessoa livre e sem narinas entupidas. 

Maldito pó amarelo!

19
Mar24

Hoje é dia do pai

Carla

Ninguém nasce pai...

Quis a vida, que tivesses um pai que não quis ser pai e te tenha deixado à mercê da própria sorte com 2 anos, depois da tua mãe falecer. Tiveste o fortúnio de ter 1 irmã  que te amparou e criou. Mas o menino tranquilo, pacato e sorridente que cresceu na Praia da Victória, voltou um homem muito diferente de Ultramar. A ilha, o silêncio da ilha incomodou-te. Depressa regressaste ao continente. Assim como ninguém te ensinou a ser pai, também ninguém te preparou para a guerra. E ninguém te curou do mal. Os pesadelos assombravam-te as noites e encontraste no álcool a solução, para calar os gritos que te ecooavam na cabeça. Nunca falaste do terror que viveste em Angola, assim como nunca falaste da dor de perder um filho. Fechaste-te em silêncio para fazer o luto, mas quando de lá saiste, saíste um pai completamente diferente. Talvez a dor te tenha transformado. Nunca mais bebeste. Voltaste a nós.

O pouco tempo que tinhas passou a ser vivido connosco. Presente. Pai. Amigo.  Aprendeste a falar de sentimentos e demonstrá-los. E voltaste a sorrir.

Ninguém nasce pai, torna-se pai.

Pai... o meu amor maior. Que nos bons e maus momentos estamos lado a lado, mesmo com uma distância física de 2000 km.

Hoje queria dar-te um abraço daqueles bem fortes, ficamos pela video-chamada, mas já falta pouco.

Obrigada pai por seres como és.

Eu não seria a filha, mãe e mulher que sou se tu não fosses o pai que és.

 

 

 

 

 

18
Mar24

Profiter...

Carla

"on va profiter..." diz-me a patroa

Eu cá quando ouço a palavra "profiter" (profitar em emigrês, francotuga) ou seja ... aproveitar,  num dia de sol como o de hoje, remete-me logo para uma praia de areias finas e águas claras, mas afinal o que ela queria com o "profiter" era...

On va profiter que la voiture n'est pas là pour nettoyer la.... garage!

 

Olhem... Merdinha, sim?!

17
Mar24

A família

Carla

Esta que me calhou e a que com o tempo se tornou. Afeiçoada e muito barulhenta. Bem capaz de despertar com gargalhadas todos o vulcões adormecidos à séculos. Um exagero naquilo que toca ao gostar de viver. Entre um copo de tinto e uma tábua de enchidos e queijos na mesa, permitimos-nos à partilha das nossas vidas sem reservas nem vergonha. Nunca sei se bebemos e comemos mais do que falamos, mas sei que somos perfeitos na arte que é saber rir e de saborear a vida. Encontramos-nos sempre que pudemos e quando não pudemos, damos um jeito. Despedimos-nos com abraços apertados enquanto falamos do próximo encontro, que nunca tem data certa, porque sabemos que estamos sempre para todos os encontros que forem precisos.

Da próxima vez tragam o mesmo vinho tinto e aquele enchido com trufas.

16
Mar24

E perguntam vocês o que tenho a dizer sobre o assunto.

Carla

A notícia diz que uma esquadra em Nova Orleans, por estar de tal maneira degradada, está infestada por ratos e outros vermes, essas criaturinhas, os ratos consumiram a marijuana apreendida em operações policiais e agora "estão todos pedrados". 

Opa ... é colocar um reggae ...

 

... e deixá-los curtir a onda! 😂😂😂

 

( um dia isto ainda vai ser um blog a sério, mas ainda não é hoje. Desculpem...)

Bom fim-de-semana! 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub