Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mas para que raio quero eu um blog?

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Um blog sem pernas para andar, com uma dona sem vontade de escrever.

Mas para que raio quero eu um blog?

11
Jun23

Como queimar quase cinquenta euros em menos de um minuto.

Carla

Supermercado.

Uma hora para comprar, menos de dez minutos para arrumar já em casa,  e em menos de um minuto, só o tempo de puxar da nota e esta reduziu-se a umas moedinhas de troco. 

Eita, ca vida, só pagar pagar pagar...

Já agora se sonharem com couves flor e acordarem com desejos de um belo caril da dita e espinafres para o almoço... pensem bem... e mudem de ideias! 

4€ e 50 a peça... tive para a devolver quando vi o preço no monitor. 

Mas fui fraca. Trouxe-a comigo... não lhe resisti ao encanto! 

IMG_20230611_103648_361.jpg

10
Jun23

Muito boa vizinhança ...

Carla

No prédio onde moro somos muitos. Cinco andares, três apartamentos por andar e ainda uma igreja evangélica e um restaurante no rés-do-chão. Além de cá morar, trabalho como concierge, e muitas vezes penso que quando aceitei este trabalho devia estar com pouco juízo ... mas pronto! Assumi a responsabilidade, assinei contrato e já lá vão treze anos. 

Muito pessoal  já por cá passou, uns foram excelentes vizinhos, outros nem tanto ... e depois há aqueles que acentaram arraiais e moram cá à séculos.

Os que cá estão agora até são atinadinhos, tranquilos,  respeitam as regras do condomínio e tal e tal. Dão pouco trabalho e não chateiam muito.

Mas ... de há uns tempos a esta parte, desde o inicio da pandemia, o pessoal deixou de ir às compras, primeiro porque não se podia, agora porque é mais cômodo e continuam a  receber tudo por encomenda. 

E quando digo tudo é mesmo tudo... Eu cá ainda funciono á moda antiga e gosto de passear nas lojas, ver pessoas, bater perna e jogar conversa fora.

Mas ...voltemos ao assunto que aqui me trouxe. Como estava a dizer... recebem tudo por emcomenda e estas vêm bem embaladinhas e ajeitadinhas em caixas de papelão.

A cinquenta metros desta nossa humilde residência existe um centro de reciclagem para o papelão e para o vidro. O plástico é posto em sacos azuis, fornecidos gratuitamente e colocados á quinta feira na entrada do prédio.

Mas este centro de reciclagem deve ser longe como o caraças para o/a vizinho/a que quase todas as semanas, já há muitos meses, quiça anos, teima em abandonar as caixas na cave com todos os saquinhos de plástico onde as roupinhas vêm embaladas.

O ou A porque até hoje não sabia quem era a criatura que tanta encomenda recebe, e se dá ao trabalho de esquartejar a etiqueta colada na embalagem....

Até hoje ... 

O Sherlock Holmes que habita em mim e que já a algum tempo andava intrigado com o aparecimento das misteriosas caixas na cave, dedicou-se à investigação, sem fazer muito alarido, não fosse a infratora das regras de boa conduta escapulir-se e ficar tudo em àguas de bacalhau.  E hoje desvendou o mistério!

Caixa entregue à proprietária e agora que faça com ela aquilo que deve ser feito. Depositá-la na reciclagem.

É caso para dizer ... o crime não compensa se o criminoso não pensa!

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub